Waldir Pires, ex-governador da Bahia, morre em Salvador, aos 91 anos

O político estava internado no Hospital da Bahia em Salvador, desde a noite de quinta (21).

ex-governador da Bahia, Waldir Pires, morreu na manhã desta sexta-feira (22), por volta das 10h, no Hospital da Bahia, em Salvador, após parada cardiorrespiratória. Pires tinha 91 anos. O governador do estado, Rui Costa, decretou luto oficial de cinco dias.

Ainda não há informações sobre o enterro de Waldir Pires. O político, que era filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT), deu entrada na unidade na noite quinta-feira (21), com quadro de pneumonia. Conforme a assessoria do hospital, ele não respondeu às manobras de reanimação e veio a óbito.

Baiano, Waldir Pires nasceu na cidade de Acajutiba. Ele era formado em Direito e liderou o Movimento Antinazista. Além de governador (1987-1989), Pires foi ministro da Previdência Social (1985-1986), deputado federal (1990-1994/1999-2003) e vereador (2013-2016).

No ano de 2008, Waldir Pires foi condecorado com o título de Cidadão Benemérito da Liberdade e da Justiça Social João Mangabeira, que é concedido a brasileiros dedicados às causas nobres, humanas e sociais.

História em livro

A biografia do político, escrita pelo jornalista Emiliano José, foi lançada no dia 14 de junho, em Salvador. O evento foi realizado no Palácio Rio Branco, no Centro Histórico, e teve a participação de Pires, que se emocionou muito com o livro.

 
 


Para a obra, foram quase seis anos de pesquisa, entrevistas, viagens e redação. A biografia foi dividida em dois volumes. O primeiro conta a história do nascimento do político, as candidaturas e o exílio na ditadura Médici.

No segundo volume, a obra descreve a história de Pires de 1979 aos dias atuais, com a campanha das Diretas Já, eleição para deputado, candidatura ao Senado e reeleição para deputado. A história da biografia termina com o mandato de vereador, em 2016.

Luto

O governador Rui Costa escreveu mensagem de pesar nas redes socais. “A Bahia e o Brasil não perdem apenas um político. Waldir Pires era um exemplo de caráter e retidão, na vida pública e na vida privada. Dedicou boa parte de seus 91 anos de vida à defesa da cidadania e à construção de um Brasil melhor. Esse legado serve de herança e inspiração para todos nós. Com temperança e honestidade, bem ao seu estilo, levaremos adiante seus ideias. Meus sentimentos, em especial à família e aos amigos, e que Deus conforte a todos nós. A Bahia está de luto oficial de cinco dias”.

A senadora baiana Lídice da Mata (PSB) também manifestou pesar por meio das redes sociais. “Acabei de receber a triste notícia a morte do querido Waldir Pires, sem dúvida uma perda irreparável para a Bahia e o Brasil. A nossa geração aprendeu muito com Waldir, com a sua ética, capacidade de dialogo e inteligência. Cumpriu com dignidade e sabedoria todos os cargos que ocupou, homem justo, integro de princípios democráticos.Uma grande perda para todos nós, fará muita falta à politica”.

O presidente da Câmara de Vereadores de Salvador, Léo Prates (DEM), também se pronunciou por meio do perfil no Facebool. “Hoje é um dia triste pra democracia! Morreu meu amigo Waldir Pires, pessoa generosa e leal! Meu amigo, sei que você está do lado do criador! Obrigado por tudo, pelos ensinamentos e pela paciência comigo! Saudades eternas!!”.

(*) Com informações do G1






Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *