Setor automotivo registra crescimento de 20%

Christino Áureo, secretário da Casa Civil e Desenvolvimento Econômico, ressalta que a economia fluminense está perto da virada

A indústria automobilística fluminense tem registrado crescimento este ano e dá sinais de aquecimento após a forte depressão que acompanhou a crise econômica brasileira. Até o mês de abril, o aumento da produção física do setor no Estado do Rio de Janeiro chegou a 20%, enquanto que na média do país esse percentual é de 8,9%. A unidade do Grupo PSA no município de Porto Real, por exemplo, alcançou a marca de 1,5 milhão de veículos produzidos no Brasil. O modelo de número 1.500.000 que saiu da linha de produção foi um Peugeot 2008.

– Esse importante marco na produção do Grupo PSA no Rio ocorre no momento em que começam a surgir evidências de recuperação do setor no estado. A indústria automobilística vem retomando crescimento, sobretudo no Rio de Janeiro. Esse é um segmento irradiador e propulsor da economia e essa reação é fundamental neste momento crítico, em que a angústia do desemprego afeta os lares do Brasil inteiro. Mudar esse cenário é o grande desafio para todos nós que temos compromisso com o desenvolvimento e a acreditamos estar chegando o momento em que a economia fluminense voltará a crescer – disse o secretário da Casa Civil e Desenvolvimento Econômico, Christino Áureo.

 
 


Virada

A retomada das obras do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) em parceria com a gigante chinesa CNPC, como revelou o jornal O Globo na ultima terça-feira, com expectativa de gerar dez mil empregos, a construção do TEPOR Macaé e outros grandes empreendimentos que estão sendo prospectados pela secretaria da Casa Civil e Desenvolvimento Econômico, marcarão o que o secretário prevê como ponto de virada.

– Estamos perto do nosso ponto de virada. O Governador Pezão tem se esforçado muito para promover o equilíbrio fiscal do nosso estado. Em paralelo ao controle de despesas, estamos buscando o aumento da arrecadação e a atração de investimentos – afirma o secretário.

Compartilhe esta notícia com um amigo






Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *