Morre em Itaperuna, Milton Freitas de Oliveira, um dos grandes políticos destacados na história do Município

Em sua longa vida política, Milton também foi vereador e presidente da Câmara.

Morreu neste domingo (13), aos 96 anos, o político itaperunense, Milton Freitas de Oliveira. Ele chegou a governar Itaperuna, como prefeito, por cinco meses em 1954. Foi um dos grandes incentivadores do esporte na região por onde ajudou a fundar várias Ligas Desportivas. Ele foi o principal articulador para a instalação do SESI na maior cidade do Noroeste Fluminense. Era contador de profissão e acompanhou o crescimento de Itaperuna. Trabalhou para que o então esportes amadores pudessem ser constante e para isso idealizou a construção do Centro Poliesportivo construído no governo de Péricles ferreira Olivier de Paula. Lutou para a instalação de uma faculdade de Educação Física para atender aos jovens que tinham o interesse no esporte, e assim, foi criada a Fundação Universitária de Itaperuna (FUNITA), que já formou vários profissionais que trabalham com o esporte no Brasil.

 
 


Como via Milton Freitas de Oliveira a evolução de Itaperuna

A opinião de Milton Freitas de Oliveira, que foi prefeito de Itaperuna em 1954, não escondia a admiração com o crescimento do município, que governou por cinco meses em 1954. “A cidade mudou da água para o vinho”, comentava.

Milton assumiu o governo no lugar de José Bruno Garcia, que renunciou. Mesmo com pouco tempo, implantou o serviço de água e calçou ruas no distrito de Retiro do Muriaé, construiu o muro do Retiro F.C., fez uma série de obras no distrito de Boaventura, levou água aos moradores do Bairro Vinhosa e calçou várias ruas.

O ex-prefeito sempre esteve na ativa. Foi presidente do Conselho Municipal de Desportos e secretário municipal de Esportes e Lazer. Amante do esporte foi idealizador do Centro Poliesportivo de Itaperuna, junto com o prefeito Péricles Olivier de Paula.

Quase 100 décadas de vida deixaram muitas lembranças e Milton viu vários ciclos da economia itaperunense.

“Antigamente, o forte era o café. Depois, o município se tornou a terra do leite, passando pela produção de algodão, milho, arroz e cana. Recentemente, vieram as universidades, e Itaperuna deu um salto gigantesco”, opinava o ex-prefeito, destacando também a transformação da cidade em pólo de saúde.

O velório de Milton Freitas de Oliveira foi realizado na Câmara de Vereadores de Itaperuna e o seu sepultamento foi no Cemitério de Retiro do Muriaé, onde o político nasceu e onde tem um estádio com o seu nome.

(*) Com informações de Marcos Vinicio Dias Ribeiro – Rádio Itaperuna Gospel FM

Compartilhe esta notícia com um amigo






Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *