Jovem acrobata brasileiro morre depois de pular de cachoeira na Itália

Artur Cacciolari, de 21 anos, era considerado uma promessa na arte circense

Considerado uma promessa mundial na arte circense, Artur Cacciolari morreu, aos 21 anos, ao pular de uma cachoeira na cidade de Almese, na Itália. De acordo com o jornal local Cronaca, o acrobata, natural de Marília, no interior de São Paulo, estava no local com um amigo e gravava um vídeo do salto. As imagens seriam anexadas no currículo que Artur enviaria para uma importante companhia de circo. Ao perceber que Artur estava se afogando, o amigo dele entrou na água para tentar socorrê-lo, mas não conseguiu.

 
 


O brasileiro foi localizado pelo Corpo de Bombeiros ainda com vida, mas acabou não resistindo aos ferimentos. A companhia Sonics, onde Artur trabalhava na Itália, postou uma mensagem em sua página oficial no Facebook lamentando a morte do brasileiro.

“A morte de Artur é um drama absurdo que choca nossas almas mas que nos faz lembrar da alegria de tê-lo conhecido”, ressalta a publicação. Na mensagem, a companhia diz ainda que Artur era um “artística único”, que realizava uma “performece capaz de encher os olhos de maravilha, de emoção e de loucura”. A Escola De Circo de Londrina, no Paraná, também lamentou a morte de Artur, “o menino que encantou a todos por onde passou, e não somente por suas habilidades técnicas, mas sim por seu enorme coração e sua forma de tratar a todos, sua conveniência que agregava e animava.”

(*) Com informações do R7






Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *