Corinthians leva susto, mas vence o Fluminense em estreia no Brasileirão

O Corinthians estreou na edição 2018 do campeonato com vitória suada. Neste domingo (15), o Timão chegou a abrir vantagem sobre o Fluminense, sofreu o empate no começo do segundo tempo, mas voltou a marcar nos minutos finais: triunfo por 2 a 1 na Arena Corinthians.

Os dois gols alvinegros foram marcados pelo meia Rodriguinho, de cabeça e de pé esquerdo, ambos dentro da pequena área. O camisa 26 já balançara as redes nos clássicos contra São Paulo e Palmeiras, pelo mata-mata do Paulistão. Agora, anotou também os primeiros do Timão no BR-2018.

O jogo

Atual campeão brasileiro, bicampeão paulista, mandante… Sobravam razões para acreditar que o Corinthians não esperaria o Fluminense no campo de defesa. A estratégia adotada por Fábio Carille nos primeiros minutos de jogo era notória: ter a posse da bola, pressionar os visitantes e abrir o placar o quanto antes, de preferência já na primeira etapa.

O Corinthians, impulsionado pela Fiel que compareceu em bom número à Arena, não demorou a criar chances de perigo. Romero, Mateus Vital e Clayson arriscaram de fora da área cada um, mas faltou pontaria ao trio para fazer o goleiro Júlio César trabalhar.

O primeiro tempo do Timão no Brasileiro-2018 foi morno. Ainda assim, a equipe de Fábio Carille voltou a ser precisa para marcar. Aos 45 minutos, Romero driblou defensor do Fluminense e cruzou de canhota para Rodriguinho. O camisa 26 subiu de cabeça e abriu o placar na Arena Corinthians. O meia chegava ao sétimo gol apenas em 2018, se isolando assim como artilheiro do elenco corintiano na temporada.

 
 


Se sobrou concentração na primeira parte da partida, faltou o mesmo ao Corinthians nos minutos iniciais da segunda. Já aos três, em cobrança de lateral, Gum ganhou disputa pelo alto, o centroavante Pedro desviou e Richard, livre de marcação, bateu firme para deixar tudo igual em Itaquera – Ralf, corinthiano mais próximo do volante do Fluminense, furou ao tentar interceptar o passe.

O gol dos visitantes obrigaria o Timão a acelerar o passe. Clayson e Romero, velocistas da equipe, recebiam bolas em profundidade e desciam à linha de fundo, mas sentiam a falta de um centroavante posicionado dentro da área. O jeito era improvisar com Rodriguinho, mas o camisa 26 dominava de costas para a área rival e não tinha lá tanta agilidade para finalizar a gol sem ser impedido pela marcação do Fluminense.

Assim que o cronômetro apontou 23 minutos, Carille promoveu duas mudanças na equipe: sacou Mateus Vital e Renê Júnior para as respectivas entradas de Emerson Sheik e Maycon.

A essa altura, o Corinthians tentava impor seu ritmo e botar Júlio César para trabalhar a qualquer custo. Nem Ralf nem Maycon guardavam posição, arma de Carille para tentar superar um Fluminense bem postado defensivamente e contente com o 1 a 1 frente ao atual campeão nacional.

As mudanças, ao menos no que diz respeito à postura do Corinthians, surtiram efeito, e Rodriguinho foi decisivo mais uma vez. Emerson Sheik avançou à linha de fundo e cruzou para o camisa 26, livre, completar de canhota e decretar a vitória corintiana em Itaquera.

(*) Com informações do Meu Timão






Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *