Cantor Elson Forrogode, do sucesso ‘Talismã’, morre no Rio de Janeiro

O compositor estava internado desde 6 de outubro no Hospital Mario Kroeff

Na tarde desta quinta-feira (02), morreu no Rio de Janeiro, o cantor Elson Forrogode, aos 75 anos. O compositor estava internado desde o dia 6 de outubro no Hospital Mario Kroeff, na Penha Circular, Zona Norte do Rio após ser transferido do Hospital Municipal Rocha Faria. Forrogode morreu em decorrência de complicações do diabetes. O cantor será velado nesta sexta-feira, ao 12h, no cemitério do Caju, Zona Norte do Rio. O velório começa a partir das 7h. Elson morreu vítima de complicações decorrentes de diabetes e insuficiência renal.

Após participar de vários programas de rádio (Tupi, Nacional e etc.) e televisão (Grande Chance, com Flávio Cavalcanti), Elson teve participação marcante nos festivais de música na época, tais como o FIC (Festival Internacional da Canção) onde cantou em 1971 e 1972 as músicas “Karanuê” e “Nó na Cana” (César Fome e Ary do Cavaco). Em 1973, na RCA faz de seu primeiro compacto simples com produção de Milton Nascimento e arranjos de Wagner Tiso. Em 1975 lança seu primeiro LP Desafio da Navalha também pela RCA, com produção do jornalista Sérgio Cabral, tendo como arranjadores: Wagner Tiso, Oberdan Magalhães, Rildo Hora e Paulo Moura.

 
 


Seu auge ocorreu em 1989, com a canção Talismã (de autoria de Michael Sullivan e Paulo Massadas e lançada no álbum Alô Brasil pela gravadora RGE), foi uma das mais executadas, fato que lhe garantiu o disco de ouro na época. A música seria regravada tempos depois pela dupla Leandro & Leonardo. Em 1993, lançou o álbum Cada Dia Quero Mais, que contém o hit “Jeito Atrevido”, de Arandas Júnior. E desde então, Elson do Forrogode participou ativamente da vida cultural do país, seja compondo, fazendo shows e até produzindo e dirigindo projetos.

Elson morreu na manhã do dia 2 de novembro de 2017, no Hospital Mário Kroeff, na cidade do Rio de Janeiro, vítima de complicações decorrentes de diabetes e insuficiência renal.






Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *