Atlético derrota o Cruzeiro no Horto e está em vantagem na final

O Atlético está em vantagem na decisão do Campeonato Mineiro. Neste domingo, em tarde de festa para a Massa Atleticana, o Galo não tomou conhecimento do Cruzeiro e bateu o rival por 3 a 1, no primeiro clássico da final. Os gols alvinegros foram de Ricardo Oliveira (2) e Adilson, todos no primeiro tempo e todos com assistência do venezuelano Otero.

O segundo clássico da decisão acontecerá no próximo domingo, às 16h, no Mineirão, e o Atlético poderá até perder por um gol de diferença que ficará com o título.

Antes, o Galo enfrentará o Ferroviário-CE, às 19h30 de quarta-feira (4/4), novamente no Horto, no jogo de dia da 4ª fase da Copa do Brasil.

O JOGO

O Atlético fez a sua primeira tentativa no lançamento de Adilson para Luan e o goleiro Fábio fez a defesa. Em seguida, Patric cruzou pela direita e a defesa rival afastou o perigo.

Otero tentou surpreender o goleiro em chute de longa distância, aos cinco minutos, e a bola saiu à esquerda do gol. EM novo ataque atleticano, Patric recebeu passe de Cazares na área, passou pelo seu marcador e finalizou para fora.

Victor fez boa defesa aos nove minutos, no chute de fora da área de Egídio. Aos 14 minutos, Cazares fez boa jogada na intermediária, arriscou o chute e a bola encobriu o goleiro após desviar em Henrique, mas acabou saindo por cima do gol.

Patri tentou novo cruzamento pela direita, aos 16 minutos, e a bola atravessou a grande área. Logo depois, Ricardo Oliveira entrou na área driblando e foi desarmado.

O Atlético mandava na partida e voltou a levar perigo na conclusão de Cazares, para fora. Aos 23, Otero cobrou escanteio fechado e a zaga fez o corte pelo alto. No ataque seguinte, Ricardo Oliveira arriscou de fora da área, por cima do gol.

 
 


Otero voltou a assustar Fábio em mais uma cobrança venenosa de escanteio, mas o goleiro fez a defesa. Aos 30 minutos, Victor defendeu arremate de Thiago Neves.

Aos 36, Elias sofreu falta pela direita, Otero fez a cobrança e Ricardo Oliveira desviou para o gol na pequena área: Galo 1 x 0.

Dois minutos depois do gol, Ricardo Oliveira recebeu lançamento na área, girou sobre o zagueiro e concluiu para a defesa de Fábio.

A Massa já cantava alto no Horto e, aos 41 minutos, Otero cobrou escanteio pela direita, Adilson desviou de cabeça e a bola passou embaixo das pernas de Fábio: Galo 2 x 0.

Para completar o excelente primeiro tempo, o Atlético fez o terceiro gol novamente com Ricardo Oliveira, que completou de cabeça o cruzamento de Otero pela esquerda: Galo 3 x 0.

SEGUNDO TEMPO

O Atlético voltou para a segunda etapa com a mesma formação e, depois de segurar com tranquilidade a pequena pressão do rival nos 15 minutos iniciais, levou perigo no cruzamento de Otero pela esquerda, mas a bola atravessou a área.

Aos 17, após cruzamento de Patric pela direita, a bola sobrou para a finalização de Luan, defendida pelo goleiro. Otero cobrou falta pela esquerda, aos 21 minutos, para fora.

Cazares tabelou com Ricardo Oliveira, aos 23, e chutou de fora da área, mas sem direção. Aos 29, Luan e Elias foram substituídos por Tomás Andrade e Yago, respectivamente.

Tomás Andrade foi logo exigindo boa defesa do goleiro rival em chute cruzado, aos 33 minutos. No minuto seguinte, o argentino tentou enfiada de bola para Patric, mas a bola ficou mais para a defesa.

Victor fez boa defesa aos 35 minutos, no cabeceio de Sassá. Aos 36, Arrascaeta diminuiu para o rival: Galo 3 x 1. Em seguida, Adilson foi substituído por Arouca.

Aos 40 minutos, Otero cobro falta de longa distância e Fábio fez a defesa. Na jogada seguinte, Cazares tentou chute colocado e a bola saiu à esquerda do gol.

Cazares exigiu outra boa defesa do goleiro rival aos 42 minutos, em novo arremate da entrada da área. Aos 43, Otero soltou a bomba de fora da área e Fábio fez a defesa.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO 3 x 1 CRUZEIRO
Motivo:
Campeonato Mineiro (Final – Ida)
Data: 1/4/2018
Estádio: Arena Independência
Cidade: Belo Horizonte (MG)
Gols: Ricardo Oliveira (36’/1ºT)(45’/1ºT) Adilson (41’ /1ºT), Arrascaeta (36’/2ºT)
Público: 21.215
Renda: R$580.025,00
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (FIFA/PA)
Auxiliares: Helcio Araújo Neves (CBF/PA) e José Ricardo Guimarães Coimbra (CBF/PA)
Cartões amarelos: Elias, Adilson, Ricardo Oliveira (Atlético); Sassá (Cruzeiro)

Atlético
Victor; Patric, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Adilson (Arouca), Elias (Yago) e Cazares; Luan (Tomás Andrade), Ricardo Oliveira e Otero. Técnico: Thiago Larghi.

Cruzeiro
Fábio; Lucas Romero, Murilo, Léo, Egídio; Henrique, Ariel Cabral (Mancuello), Robinho, Thiago Neves, Rafinha (Arrascaeta), Raniel (Sassá). Técnico: Mano Menezes.

(*) Com informações do CAM






Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *